Cafeteira Globinho ou Sifão é, sem dúvida, uma experiência sensorial que mais parece um equipamento de laboratório químico. Observar o processo desperta seus sentidos, pois você pode ver arte e ciência em ação dando ainda mais emoção na degustação da sua sagrada xícara de café. O aroma do café é mais intenso, pois fica preso dentro do mecanismo do globo que influencia o sabor e produz um café de degustação limpo, nítido e vibrante. A bebida resultante desse processo possui doçura marcante, baixa acidez e sem amargor, características que dependerão também do café que será usado no preparo.

Há relatos de que a primeira cafeteira globinho tenha surgido em Berlim na Alemanha em 1830. Mas foi no país de um dos monumentos mais visitados do mundo, a Torre Eiffel, que venho surgir o primeiro com sucesso comercial, o nome da inventora é Marie Fanny Amelne Massot.
O design criado por Marie revolucionou a maneira de fazer café, e consistiu em uma montagem de globo duplo, com uma espira no globo inferior para distribuir o café, e uma coroa decorativa de metal perfurado no topo. Os toques decorativos refletem na mudança e interação com os convidados, pois antes tudo era realizado na cozinha, e com esse novo método de vidro com a graça de mostrar o sobe e desce da bebida, o café começou a ser servido na sala de estar ou jantar proporcionando assim aos convidados entretenimento e sabor.

Então, como funciona uma cafeteira globinho? Ciência!

Existem duas câmaras, e a primeira é cheia de água. Ao aquecer a câmara inferior, a pressão de vapor força a água a subir na câmara superior,aonde é misturado com o café. A água, agora misturada , é puxada de volta para baixo na câmara inferior (graças à gravidade e a uma queda de pressão, o efeito “vácuo”), através de um filtro que fica no fundo da câmara superior e o fundo. A câmara, por sua vez, enche o café preparado.

Veja acima o vídeo que mostra o seu funcionamento pelo princípio de transferência térmica e vácuo.

Em cafeterias e restaurantes quando solicitado este método globinho, o café é preparado na mesa do cliente, sendo um show de aromas, sabores, charme e sofisticação. Quem diria que mais de um século depois, esse método continuaria fazendo tanto sucesso entre os apreciadores de café!

E você, já conhece o método de preparo Globinho?! Compartilhe conosco!

Fonte: Blog do madeira-Coluna pausa para o cafezinho